30 de janeiro de 2013

Uma nova cafeteria.


Eram 8:30 da manhã eu já estava quarenta minutos atrasada sabendo que deveria sair de casa as dez para oito, passei um pó, rímel e nada mais desci as escadas correndo e peguei minha bolsa no sofá coloquei as sapatinhas que estavam ao lado da porta, já que desde que minha mãe contratou a nossa nova ajudante em casa não podíamos mais entrar com os sapatos da rua, então ficavam nossos chinelos no canto da porta pra trocarmos assim que chegássemos em casa! Sai para rua e logo dei sinal a um táxi que passava em frente, já tinha gente dentro então ele passou direto, continuei a seguir a rua a pé, nossa tinha casas novas na vizinhança e casas lindas! Como nunca vi essas casas antes? A é verdade eu nunca ando por aqui a pé, olho para o meu relógio no pulso e me lembro muito bem porque, estou sempre atrasada saio correndo pela rua e atravesso logo em seguida de frente com o ponto de ônibus avisto do outro lado da rua uma nova cafeteria   nossa eu penso mais uma coisa que nunca vi por aqui! Resolvo então perder mais cinco minutos do meu precioso tempo e atravesso a rua, sou amante de café então tenho que provar.
Entro na cafeteria e peço um café com leite, canela e menta resolvi experimentar esse inusitado sabor, nunca tinha visto algo do tipo em outro lugar! Fiz o pedido e sentei em uma mesinha quase que na porta para assim que chegasse meu café eu saísse correndo atrás de um ônibus ou um táxi  na verdade o primeiro meio de transporte que passar primeiro!
Vejo então um garoto vestido com o uniforme do lugar que por sinal é lindo vinho e branco com o nome da cafeteria em preto, ele carrega uma bandeja e em cima da bandeja um copo transparente lindo com o nome da cafeteria, ele então se aproxima e eu percebo que não é somente o uniforme do lugar que é lindo, o garoto também, ele tinha cabelos pretos e olhos castanho escuro tinha um rosto que parecia um tesouro perdido, dentes brancos em um sorriso completamente alinhado e perfeito! E então ele mexia a boca como se estivesse falando algo e eu ali apenas observando, até que ele me cutucou e perguntou se eu ouvira algo do que ele tinha me falado e eu respondi que não, então ele riu de mim ou para mim até hoje eu ainda não sei bem!
Deixou então na minha mesa o meu café e disse que gostaria de saber minha opinião sobre o mais novo sabor deles, e então eu disse é que eu estou com pressa, eu pedi que fosse para viajem e me mandaram nesse copo lindo como vou bebendo agora eu perguntei e ele riu novamente e disse esse é o copo para viajem mesmo só tem uns desenhos bobos em um copo de acrílico fui eu mesmo que tive a ideia, e sobre a sua pressa se não me falar hoje gostaria que você voltasse e me falasse oque achou do sabor ok? Ele me perguntara e saiu andando corri então a tomar um gole do café, o gosto era delicioso e muito diferente, era algo único, outro gole e o gosto ficava melhor há cada gole mais dois e me levantei fui em direção ao balção e pedi para chamarem ele, quando ele chegou fui logo falando! Desculpa qual é mesmo o seu nome? Ele então olhou para mim e respondeu Eric porque? Eu sorri agradavelmente e falei: Bom Eric seu novo sabor é muito gostoso há cada gole de café é como se o gosto fosse ficando mais denso e maravilhoso, você está de parabéns! Ele então me olhou e retrucou, que bom que gostou o café é como você eu sempre te vejo correndo pela rua ou pegando o primeiro táxi que passa em frente a sua casa, sou seu vizinho mais acho que você nunca notou!
- Nossa que surpresa, e você repara tanto em mim assim porque?
- Porque te acho incrível assim como o café, você é forte, decidida e a cada vez que te vejo fico mais encanto com você é algo maravilhoso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário